Notícias

Webinar de Sensibilização “Promover a Igualdade de Género para reduzir o risco de catástrofe nos grupos mais vulneráveis”

 

No âmbito das atividades da Plataforma Nacional para a Redução do Risco de Catástrofe, ou mais especificamente do seu Grupo de Trabalho 7 (Governança Inclusiva para a redução do risco), a ANEPC promoveu, em estreita articulação com a Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género (CIG), um Webinar de Sensibilização subordinado ao tema “Promover a Igualdade de Género para reduzir o risco de catástrofe nos grupos mais vulneráveis”.

Este evento, que teve lugar no passado dia 24 de março, concorre para os fins do Objetivo Operacional 1.1.9 da Estratégia Nacional para uma Proteção Civil Preventiva 2030, que visa, nomeadamente, promover ações para públicos específicos mais vulneráveis, com vista ao desenvolvimento e implementação de medidas de melhoria do conhecimento ou redução de risco de catástrofe.

O Webinar teve por finalidade familiarizar os quadros técnicos e dirigentes da ANEPC para o quadro conceptual e integração, no âmbito das suas competências, do referencial relacionado com a igualdade de género, a diversidade, a não descriminação em função da orientação sexual e identidade de género e a identificação de instrumentos legais e estruturais existentes neste domínio. Pretendeu-se igualmente informar sobre aspetos a ter em conta para promover uma linguagem mais inclusiva, que tenha em conta as especificidades associadas às mulheres, à comunidade LGBTI, entre outros.

——————————————————————————————————————–

Webinar:

“Plataforma Nacional para a Redução do Risco de Catástrofes – 6 anos de atividade”

Apresentações realizadas no Webinar disponíveis em formato PDF via este link

No dia 12 de janeiro de 2022, a ANEPC organiza um webinar sobre o tema “Plataforma Nacional para a Redução do Risco de Catástrofes – 6 anos de atividade”.

A Plataforma Nacional para a Redução do Risco de Catástrofes (PNRRC) é uma estrutura de carácter multissectorial e pluridisciplinar, que integra várias entidades que, pelas suas atribuições e natureza, contribuem para a mobilização da sociedade civil na implementação de práticas de prevenção e mitigação de riscos coletivos. A Plataforma constitui-se como um meio de amplificar a ação nacional tendo em vista a redução do risco de catástrofes e representa o mecanismo nacional para a implementação das Estratégias Internacionais adotadas, neste âmbito, pelas Nações Unidas – a mais recente das quais o Quadro de Sendai 2015-2030.

A missão da PNRRC é concretizada com base na execução de um Plano Estratégico de Ação Trienal, desdobrado em projetos e programas, refletidos na concretização de ações específicas. Neste contexto, completados que estão dois ciclos de planeamento estratégico (2015-2017 e 2018-2020), a ANEPC irá organizar um Webinar subordinado à temática “Plataforma Nacional para a Redução do Risco de Catástrofes – 6 Anos de Atividade”, a decorrer no dia 12 de janeiro de 2022, entre as 10h00 e as 12h00.

Este evento englobará os seguintes temas (vide programa detalhado em infra):

  • A Plataforma Nacional para a Redução do Risco de Catástrofes
  • Atividades do Triénio 2015-2017
  • Atividades do Triénio 2018-2020
  • Plano de Atividades para o Triénio 2021-2023

O webinar é de acesso livre (limitado à capacidade da sala virtual), podendo ser acedido utilizando o seguinte link:

https://anepc.webex.com/anepc-pt/j.php?MTID=m4026045e8d6ec490b2c8dde4a13be7d6

 

Para mais informações contacte: pnrrc@pnrrc.pt

——————————————————————————————————————–

  • Fórum Europeu para Redução do Risco de Catástrofe – Prémio Damir Čemerin

​Portugal é o país anfitrião da edição 2021 do Fórum Europeu para Redução do Risco de Catástrofe, que decorre entre 24 a 26 de novembro, na cidade de Matosinhos. Nessa oportunidade, será entregue pelo Gabinete Europeu para a Redução do Risco de Catástrofes, das Nações Unidas (UNDRR), o Prémio Damir Čemerin, iniciativa que se destina a reconhecer pessoas, grupos ou organizações pelo trabalho que desenvolvem junto das suas comunidades na construção da resiliência às catástrofes.

Enquanto entidade co-organizadora do Fórum, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil assume-se como o facilitador nacional para a organização do Prémio Damir Čemerin.

O tema para esta edição é a aplicação de Soluções Baseadas na Natureza com vista à redução do risco de catástrofes. Podem candidatar-se ao Prémio personalidades ou entidades estabelecidas em Portugal que apresentem soluções implementadas em território nacional baseadas neste conceito.

As candidaturas devem ser submetidas até às 23h59 do dia 20 de outubro de 2021, devidamente instruídas com a ficha de candidatura, para o endereço de correio eletrónico: premiodamircemerin@prociv.pt

Regulamento​

Ficha de candidatura​

Fórum Europeu para Redução do Risco de Catástrofe - Aberto o período de candidaturas ao Prémio Damir Čemerin

——————————————————————————————————————–

  • Dia Internacional para a Redução  do  Risco de Catástrofes – 13 de Outubro 2021

O dia 13 de Outubro foi instituído formalmente pelas Nações Unidas como “Dia Internacional para a Redução do Risco de Catástrofes” com o intuito de sensibilizar os governos, organizações e cidadãos de todo o mundo para a necessidade de desenvolverem ações que contribuam para prevenir riscos e reduzir vulnerabilidades, aumentando a resiliência das comunidades e a capacidade de antecipação e resposta face à ocorrência de acidente graves ou catástrofes. Prevenção, mitigação e preparação são os motes do Dia Internacional para a Redução de Catástrofes.

Reforçar a cooperação internacional com países em desenvolvimento através de apoio adequado e sustentável” é o tema do Dia Internacional para a Redução de Catástrofes de 2021. De facto, o tema deste ano realça a luta de muitos países em desenvolvimento para gerir a pandemia COVID-19 destaca a necessidade de integrar as ameaças à saúde nas estratégias nacionais e locais de redução de risco, apoiando a construção de sistemas de saúde mais resilientes.

#OnlyTogether #DRRday

——————————————————————————————————————–

  • No dia 15 de Novembro, às 11H05, “A TERRA TREME”

O exercício nacional A TERRA TREME realiza-se no próximo dia 05 de novembro, pelas 11h05.

Esta iniciativa é promovida pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil e procura chamar a atenção para o risco sísmico e para a importância de comportamentos simples que os cidadãos devem adotar em caso de sismo, mas que podem salvar vidas.

Tem a duração de apenas 1 minuto, durante o qual os participantes são convidados a executar os 3 gestos que salvam: BAIXAR, PROTEGER E AGUARDAR.

Todos podem e devem participar: individualmente ou em grupo, em qualquer local onde se encontrem. E para que possamos acompanhar os participantes em todo o pais, convidamos para que façam o seu registo na zona dedicada deste site.

Muitas zonas do globo são propensas a sismos e Portugal é um território com zonas particularmente sensíveis a este risco. Podemos estar em qualquer lado quando começar um sismo, mas estaremos preparados para enfrentar uma situação deste tipo e recuperar dela rapidamente?

Conheça ou relembre os procedimentos que deve adotar antes, durante e depois de um sismo, e organize-se, à sua casa e família em 7 passos essenciais. Divulgue esta iniciativa junto da sua família, dos seus amigos e colegas de trabalho. Porque TODOS SOMOS PROTEÇÃO CIVIL!

——————————————————————————————————————–

  • Dia Internacional para a Redução  do  Risco de Catástrofes – 13 de Outubro 2020

O dia 13 de Outubro foi instituído formalmente pelas Nações Unidas como “Dia Internacional para a Redução do Risco de Catástrofes” com o intuito de sensibilizar os governos, organizações e cidadãos de todo o mundo para a necessidade de desenvolverem ações que contribuam para prevenir riscos e reduzir vulnerabilidades, aumentando a resiliência das comunidades e a capacidade de antecipação e resposta face à ocorrência de acidente graves ou catástrofes. Prevenção, mitigação e preparação são os motes do Dia Internacional para a Redução de Catástrofes. “Governança e o Risco de Catástrofes” é o tema do Dia Internacional para a Redução de Catástrofes de 2020, com o objetivo de diminuir a mortalidade em cenários de catástrofe.

——————————————————————————————————————–

  • A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) lança o Prémio de Reconhecimento de Boas Práticas Locais em Matéria de Promoção da Resiliência.

A iniciativa insere-se no âmbito da Estratégia Nacional para uma Proteção Civil Preventiva (Resolução do Conselho de Ministros n.º 160/2017, de 30 de outubro) e no comprometimento nacional com as metas traçadas pelo Quadro de Sendai para Redução do Risco de Catástrofes 2015-2030, designadamente no que respeita à governança para o risco e à capacitação das autoridades locais na promoção de comunidades mais resilientes.

Freguesias, municípios e entidades intermunicipais têm oportunidade até 31 de outubro para submeter candidatura demonstrando as boas práticas implementadas para promover a preparação e a participação dos cidadãos, em particular os mais vulneráveis, para fazer face à ocorrência de acidentes graves e catástrofes..
As candidaturas devem ser submetidas para o email premio.resiliencia@prociv.pt  até 31 de Outubro de 2020.

——————————————————————————————————————–

  • Seminário Final do Projeto PERSISTAH

No próximo dia 13 de dezembro, realiza-se no Auditório da Escola Superior de Engenharia da Universidade do Algarve, o seminário final relativo ao Projeto de Escola Resilientes aos Sismos no Território do Algarve e de Huelva (PERSISTAH) 

O projeto PERSISTAH tem como principais objetivos a avaliação da segurança sísmica das escolas do 1º ciclo do ensino básico existentes nas regiões do Algarve (Portugal) e de Huelva (Espanha), e o estudo de medidas de reabilitação sísmica das tipologias existentes nestas regiões, bem como criar ferramentas de educação e comunicação de risco para crianças e professores.

 Mais informações e inscrições aqui.

——————————————————————————————————————–

  • VII Jornada Técnica de Operações de Socorro

No próximo dia 7 de dezembro, realiza-se no Auditório Municipal Maestro César Batalha em Oeiras, a “VII Jornada Técnica de Operações de Socorro”, um evento destinado a quem tem interesse na abordagem, avaliação e transporte da vítima de trauma e/ou cirurgia em situação de emergência ou de exceção.

Consulte o programa da VII Jornada Técnica de Operações de Socorro aqui.

 Mais informações aqui.

————————————————————————————————————————————–

  • No dia 15 de Novembro, às 11H05, “A TERRA TREME”

O exercício nacional A TERRA TREME realiza-se no próximo dia 15 de novembro, pelas 11h15.

Esta iniciativa é promovida pela Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil e procura chamar a atenção para o risco sísmico e para a importância de comportamentos simples que os cidadãos devem adotar em caso de sismo, mas que podem salvar vidas.

Tem a duração de apenas 1 minuto, durante o qual os participantes são convidados a executar os 3 gestos que salvam: BAIXAR, PROTEGER E AGUARDAR.

Todos podem e devem participar: individualmente ou em grupo, em qualquer local onde se encontrem. E para que possamos acompanhar os participantes em todo o pais, convidamos para que façam o seu registo na zona dedicada deste site.

Muitas zonas do globo são propensas a sismos e Portugal é um território com zonas particularmente sensíveis a este risco. Podemos estar em qualquer lado quando começar um sismo, mas estaremos preparados para enfrentar uma situação deste tipo e recuperar dela rapidamente?

Conheça ou relembre os procedimentos que deve adotar antes, durante e depois de um sismo, e organize-se, à sua casa e família em 7 passos essenciais. Divulgue esta iniciativa junto da sua família, dos seus amigos e colegas de trabalho. Porque TODOS SOMOS PROTEÇÃO CIVIL!  

————————————————————————————————————————————–

  • No dia 05 de Novembro, às 11H05, “A TERRA TREME”

A 5 de novembro, às 11H05, A TERRA TREME. Trata-se do Exercício Público nacional de Sensibilização para o Risco Sísmico, organizado pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) em conjunto com a Direção-Geral da Educação (DGE), a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), o Instituto Superior Técnico (IST) e a Associação Portuguesa de Seguradores (APS). A iniciativa visa dar a conhecer aos cidadãos as medidas preventivas e os comportamentos de autoproteção a adotar ANTES, DURANTE e DEPOIS de um sismo.

O exercício tem a duração de 1 minuto, compreendendo a execução de 3 gestos simples: BAIXAR – PROTEGER – AGUARDAR.

3 gestos que fazem a diferença em caso de sismo e que podem ser executados, de forma individual ou coletiva (famílias, escolas, empresas, instituições públicas, privadas ou associativas), onde quer que estejamos naquele dia e hora convencionados. Este ano, o Exercício A TERRA TREME coincide com o World Tsunami Awareness Day (www.unisdr.org/tsunamiday), sendo importante salientar que os dois fenómenos têm uma génese comum e são normalmente responsáveis por impactos muito grandes ao nível da população, do tecido socioeconómico e do ambiente.

A iniciativa visa abranger e envolver todos os cidadãos, levando-os a refletir sobre o assunto e a preparar-se para melhor saberem como agir em caso de sismo. Com isso, aprofundamos a nossa cultura de segurança e incrementamos a nossa resiliência individual e coletiva.

INFORME-SE – COLABORE – PARTICIPE.

————————————————————————————————————————————–

  • 8ª Reunião da Subcomissão da Plataforma Nacional para a Redução do Risco de Catástrofes

Decorreu no passado dia 06 de Junho, na sede da ANPC em Carnaxide, a 8ª Reunião da Subcomissão da Plataforma Nacional para a Redução do Risco de Catástrofes., cuja coordenação é assegurada pela ANPC, reúne mais de 40 entidades da Administração Central, municípios, setor privado, meio académico e ordens profissionais.​

Nesta reunião foi feito o balanço das atividades realizadas e resultados obtidos no triénio 2015-2017 e discutidas as iniciativas a desenvolver no período 2018-2020, de acordo com o plano de atividades adotado em sede de Comissão Nacional de Proteção Civil (CNPC).

Para o triénio 2018-2020, estão previstas atividades em seis áreas temáticas que contribuam para a redução do risco e aumento da resiliência das comunidades, designadamente, a segurança das estruturas de ensino, os peritos em avaliação de danos pós-sismo, cidades resilientes, boas práticas para aumento da resiliência das infraestruturas críticas do setor privado, Bases de Dados de danos e redução do risco no património.​

————————————————————————————————————————————–

  • Publicação do Manual “Boas Práticas de Resiliência de Infraestruturas Críticas – Setor Privado e Setor Empresarial do Estado” Descarregar

O Manual, publicado no dia 13 de outubro de 2017, foi elaborado no âmbito das atividades da Plataforma Nacional para a Redução do Risco de Catástrofes, a qual é coordenada pela ANPC.

Reúne um conjunto de recomendações e boas práticas no âmbito da resiliência organizacional, ilustradas por casos de estudo exemplificadores da aplicação dessas medidas no reforço da resiliência por parte dessas entidades.

A publicação resultou da reflexão e pesquisa realizadas no Grupo de Trabalho 4 da Plataforma, constituído por 11 entidades maioritariamente pertencentes aos setores privado e empresarial do Estado e coordenado pela CGD.

Convidam-se todos os interessados a lerem este Manual e refletirem sobre o modo de implementar as boas práticas apresentadas.

————————————————————————————————————————————–

  • No dia 13 de Outubro, às 10H13, realiza-se o Exercício Público de Cidadania no Âmbito do Risco Sísmico – “A TERRA TREME”

A TERRA TREME
Exercício nacional de sensibilização para o risco sísmico

Às 10:13 horas do próximo 13 de outubro os cidadãos são convidados a participar no exercício nacional de sensibilização para o risco sísmico A TERRA TREME.

Trata-se da 5.ª edição, organizada pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), em conjunto com a Direção-Geral da Educação (DGE), a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) e a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP).

A iniciativa visa capacitar a população para saber como agir antes, durante e depois de um sismo.

O exercício propriamente dito compreende a prática de 3 gestos simples que podem fazer a diferença no caso da ocorrência de sismo. A ação desenrola-se ao longo de 1 minuto, durante o qual os participantes, de forma individual ou coletiva (famílias, escolas, empresas, instituições públicas, privadas ou associativas), executam os 3 gestos de autoproteção: BAIXAR – PROTEGER – AGUARDAR, independentemente do local onde estejam naquele dia e hora convencionados.

A TERRA TREME coincide e enquadra-se nas comemorações do Dia Internacional para a Redução de Catástrofes, efeméride instituída pela Organização das Nações Unidas que tem como tema central este ano “Home Safe Home: Reducing Exposure, Reducing Displacement”.

Embora a iniciativa vise abranger todos os cidadãos nacionais, os organizadores voltam a colocar especial enfoque na comunidade educativa mais jovem (especialmente os alunos do ensino básico) por ser um segmento da população muito recetivo e permeável à mensagem subjacente à iniciativa, e que, em regra, altera mais facilmente comportamentos e atitudes face ao risco, bem como demonstra capacidade de influenciar, por via do contacto com os mais velhos, mudanças idênticas noutros segmentos e grupos da população.

Não obstante o exercício ter expressão nacional, a ANPC, em articulação com a DGE, a DGEstE e a LBP, promoverá a ação principal desta iniciativa no Agrupamento de Escolas da Caparica, Escola Básica 2, 3 da Costa da Caparica, sita na Rua João Lopes | 2825-471 Costa da Caparica, a qual contará com as presenças do Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, e do Secretário de Estado da Educação, João Costa.

Por todo o país, os Comandos Distritais de Operações de Socorro (CDOS) da ANPC irão, durante os próximos dias, articular e coordenar em parceria com as respetivas comunidades educativas locais, as associações de bombeiros, os serviços municipais de proteção civil e os demais agentes de proteção civil a realização de ações de sensibilização sobre a temática do risco sísmico e as medidas de autoproteção para fazer face ao mesmo, assim como a realização do exercício A TERRA TREME, na data e hora convencionadas para o efeito.

No contexto desta iniciativa, a ANPC criou:

• O sítio digital www.aterratreme.pt  dedicado ao tema, no qual se podem obter recursos pedagógicos e informação diversa sobre o assunto;

• O agendamento da iniciativa no Facebook;

• A hashtag #aterratreme destinada a identificar nas redes sociais as publicações pessoais/institucionais relacionadas com a iniciativa;

• A campanha digital de suporte à iniciativa acessível através de https://www.daycause.com/protecao-civil/a-terra-treme

A ANPC, a DGE, a DGEstE e a LBP convidam todos os portugueses a inscreverem-se em www.aterratreme.pt como demonstração dos seu compromisso pessoal/institucional para com a causa da proteção e segurança e como forma de apoio e expressão pública do seu envolvimento na iniciativa A TERRA TREME.

TODOS SOMOS PROTEÇÃO CIVIL!

————————————————————————————————————————————–

  • Ensaio piloto de aplicação do formulário de avaliação de danos pós-sismo em edifícios

Realizou-se nos dias 26 e 27 de Setembro de 2017 um ensaio piloto de aplicação prática do formulário de avaliação de danos pós-sismo em edifícios correntes, desenvolvido no âmbito das actividades da Plataforma Nacional para a Redução do Risco de Catástrofes.

O objectivo deste ensaio piloto, coordenado pela ANPC, foi testar a aplicação da actual versão do formulário a diversos casos de estudo, quer em sala, quer no terreno, de modo a contribuir para a consolidação do formulário a usar na avaliação de edifícios após a ocorrência de um sismo. Participaram nesta actividade 28 elementos de 15 entidades, representadas na Sub-Comissão da Plataforma Nacional para a Redução do Risco de Catástrofes e outras entidades convidadas.

————————————————————————————————————————————–

  • Dia Internacional para a Redução  de Catástrofes – 13 de Outubro 2016

O dia 13 de Outubro foi instituído formalmente pelas Nações Unidas como “Dia Internacional para a Redução de Catástrofes” com o intuito de sensibilizar os governos, organizações e cidadãos de todo o mundo para a necessidade de desenvolverem ações que contribuam para prevenir riscos e reduzir vulnerabilidades, aumentando a resiliência das comunidades e a capacidade de antecipação e resposta face à ocorrência de acidente graves ou catástrofes. Prevenção, mitigação e preparação são os motes do Dia Internacional para a Redução de Catástrofes. “Viver para contar” é o tema do Dia Internacional para a Redução de Catástrofes de 2016, com o objetivo de diminuir a mortalidade em cenários de catástrofe. 

Recorda-se que no quadro da Estratégia Internacional para a Redução de Catástrofes promovem-se vários projetos e ações tendo como preocupação central aumentar a capacidade de resiliência das comunidades. Neste âmbito, a Plataforma Nacional para a Redução do Risco de Catástrofes assinala o Dia Internacional para a Redução de Catástrofes com a divulgação online de duas publicações:

Cidades Resilientes em Portugal

A publicação “Cidades Resilientes em Portugal” tem como objetivo divulgar o trabalho desenvolvido pelos 9 municípios nacionais (Amadora, Cascais, Funchal, Lisboa, Lourinhã, Odivelas, Santo Tirso, Setúbal e Torres Vedras) que integram a Campanha “Cidades Resilientes” (“Making Cities Resilient: ‘My City is getting ready!” no original). Esta Campanha é uma iniciativa da Organização das Nações Unidas, lançada com o propósito de realçar a importância do patamar local no desenvolvimento de comunidades resiliente e atualmente integram esta iniciativa 3368 cidades ao nível mundial.

Boas Práticas na Gestão do Risco de Cheias

Esta publicação reúne um conjunto de boas práticas implementadas na gestão do risco de inundações, destinadas a evitar o surgimento de novos elementos expostos ou a atenuar vulnerabilidade dos já existentes. Este documento é um contributo para a procura de um desenvolvimento mais sustentável e para o aumento da resiliência das comunidades, tendo por base uma gestão eficaz do risco de inundação a nível local.

dia13out

Comemorações do Dia Internacional para a Redução de Catástrofes – 13 de Outubro123————————————————————————————————————————————–

  • Dia Mundial para a Sensibilização do Risco de Tsunami – 5 de Novembro

A Assembleia Geral da ONU aprovou uma resolução proposta pelo Japão e Chile que cria o Dia Mundial para a Sensibilização do Risco de Tsunami. A data passa a ser celebrada anualmente no dia 5 de Novembro e tem como principal objectivo a consciencialização das populações e comunidades para este risco.

wtd_logo

————————————————————————————————————————————–

  • Plataforma Global para a Redução do Risco de Catástrofes – 22-26 de Maio de 2017

O México vai receber a próxima conferência global sobre a redução do risco resultante de catástrofes provocadas por riscos naturais e tecnológicos, o fórum multilateral mais importante no seu género.

Detalhes estão disponíveis no site da Plataforma Global em http://www.unisdr.org/conferences/2017/globalplatform
 isdr_cacun

————————————————————————————————————————————–

  • Dia da Proteção Civil – 1 de Março

O dia 1 de março foi instituído como Dia da Proteção Civil, a nível mundial pela Organização Internacional de Proteção Civil (OIPC) e a nível nacional por despacho do Ministro da Administração Interna. Em 2016, evoca o tema “A importância do patamar local na promoção de Comunidades Resilientes”.

A escolha deste tema, um ano após a adoção do Quadro de Sendai para a Redução do Risco de Catástrofes 2015-2030 na 3.ª Conferência Mundial de Redução do Risco de Catástrofes das Nações Unidas, procura realçar uma das determinações centrais resultantes dos acordos entre os cerca de 200 países e governos participantes e que destaca o papel fundamental e estruturante do patamar local, nomeadamente das estruturas autárquicas, em ligação com as populações e comunidades, na implementação de estratégias que contribuam para o aumento da sua resiliência para fazer face aos riscos coletivos

Banner_1_mar2016_ok

————————————————————————————————————————————–

  • Visita a Lisboa da Diretora Regional do ISDR para a Europa

Paola Albrito, Diretora Regional do ISDR para a Europa esteve de visita a Lisboa, onde participou na Conferência Internacional de Riscos Urbanos (ICUR) que se realizou de 30 de Junho a 2 de Julho de 2016. A sua apresentação abordou um conjunto único de temas interdisciplinares relacionados com riscos urbanos, abordando diversos tópicos relacionados com os conceitos e métodos de gestão de risco, metodologias de avaliação de riscos, mitigação e comunicação do risco, com especial enfoque em:

  1.  Abordagem preventiva orientados via Redução do Risco de Catástrofes
  2.  Responsabilidade dos Estados pela Redução do Risco de Catástrofes
  3.  Âmbito de aplicação e o papel da iniciativa privada 

paola_albrito

Ainda no contexto da visita de Paola Albrito a Lisboa, houve a oportunidade de diversos contactos com a coordenação da Plataforma Nacional para a Redução do Risco de Catástrofes (PNRRC), dos quais destacamos as reuniões de trabalho mantidas com a Presidência da ANPC, e também com o Gabinete do Secretário de Estado da Administração Interna, no âmbito dos objectivos inerentes à Comissão Nacional de Proteção Civil, entidade da qual a PNRCC foi constituída como SubComissão.